O Que É Injeção Eletrônica?

carburador e injecao eletronica

Você quer saber o que é injeção eletrônica e apesar de ter um carro, não sabe exatamente qual a função da injeção eletrônica?

A injeção eletrônica nada mais é do que um sistema inteligente que alimenta o combustível do carro determinando quanto entra de combustível e ar nele. É uma substituição do sistema de carburação dos motores antigos.

Nos carros antigos, tal mistura de combustível e ar era fornecida pelo carburador, de maneira mais simples e mecânica, sem tanto controle fino sobre os parâmetros dessa etapa de combustão. Lendo mais adiante você verá as principais diferenças entre carburador e injeção eletrônica.

Isso pode explicar muitas vezes porque carros novos são bem mais econômicos do que os antigos, por exemplo. A verdade é que  a injeção eletrônica define um melhor aproveitamento da combustão, determinando qual a combinação adequada de combustível e ar para cada ciclo de rotação por minuto do motor.

painel do carro
As luzes do painel podem ser diretamente influenciadas pela injeção eletrônica. O normal é que fiquem acesas por dois segundos e em seguida, apaguem.

Certo, mas qual a diferença no funcionamento de um carro com carburador e de um carro com injeção eletrônica?

A diferença básica, sem entrar em muitos detalhes, seria dizer que o carro com injeção eletrônica possui um controle fino da quantidade de combustível e ar que irá para o motor, enquanto o modelo com carburador tem um sistema mais simples de arraste de combustível.

Antigamente os motores eram carburados, onde o carburador era a peça responsável pela mistura de ar e combustível que proporcionava a combustão do motor.  Nestes veículos mais antigos, o ar era aspirado pelo pistão, passava rapidamente pelo difusor e levava consigo uma porção de combustível de um reservatório interno denominado cuba.

Até ai tudo bem, mas como é determinada a quantidade de ar a ser passada pro carburador?

Uma peça denominada borboleta é instalada na base do carburador, e quando o motorista acelera o carro, tal peça se abre mais, fazendo com que maior quantidade da mistura seja fornecida para o motor que terá maior poder de combustão.  Em seguida, a bomba injeta uma quantidade de combustível da cuba para o difusor.

E quando o carro está no ponto morto, o que o mantém ligado?

Uma agulha de mistura controla a entrada da mistura de ar e combustível enquanto a borboleta está fechada, isto é, quando você não estiver pisando no acelerador. A quantidade de combustível correta da cuba é mantida por um sistema de agulha e boia.

Por muito tempo esse sistema  de abastecimento do motor foi o padrão em carros, significando também um maior consumo de combustíveis dada a incerteza de que aquela quantidade de ar e combustível enviada era realmente a ideal para aquela etapa de ciclo do motor.

O maior motivo de desuso do carburador foi a maior quantidade de gases poluentes emitidos para o meio ambiente. Outra desvantagem era a incerteza da quantidade de mistura de combustível e ar enviada, ocasionando diversos problemas ao veículo. O último carro a ser produzido com carburador foi a VW Kombi, modelo 1998.

Se está interessado em maiores informações sobre o sistema de carburador e possíveis defeitos, experimente ler este artigo do blog Doutor Multa.

Ok, Arantescar, já entendi sobre o carburador! Mas como funciona a injeção eletrônica?

Agora que sabemos como funciona o sistema gerenciado por carburador, vamos detalhar o sistema de injeção eletrônica no tópico a seguir.

Como funciona injeção eletrônica?

Sempre que você girar a chave na ignição, a central de injeção eletrônica é acionada, ainda que o carro não dê partida, e em seguida,  faz uma checagem item a item de componentes do sistema de injeção eletrônica e outras peças, podendo acionar ou acender outras luzes no painel. O sistema verifica a integridade de todos os sensores, autuadores e componentes procurando por falhas antes de prosseguir.

A seguir, explicamos mais detalhadamente como isso ocorre, nas palavras do brilhante redator do blog Minuto Seguros:

“Em um procedimento de frações de segundos entre cada etapa, os pistões irão fazer um movimento contínuo de sobe e desce, logo após a ignição, fazendo com que o sensor de rotação sinalize para a unidade de comando o início de uma nova atividade de rotação

Ao descer, o pistão gera uma aspiração no coletor e um vácuo de ar é formado na atmosfera, passando pelo medidor de ar e pela borboleta de aceleração, até alcançar os cilindros do motor.  Em seguida, o medidor informa a  unidade de comando qual o volume de ar admitido, fazendo com que a unidade permita que as válvulas de injeção injetem a quantidade de combustível ideal para o volume de ar gerado, gerando perfeito equilíbrio nessa mistura de combustível e ar.”

Tudo isso ocorre muito rapidamente, em torno de 2 segundos.  Por esse breve período as luzes ficam acesas, mas logo em seguida se apagam.

Obs: Se por acaso as luzes da injeção eletrônica continuam acesas, veja neste artigo do blog Auto Papo o que pode ser: link.

Após essa etapa, a bomba de combustível é acionada para que entre em funcionamento.

Certo, mas quais os benefícios da injeção eletrônica?

o que é injecao eletronica

Essa pergunta é fácil de responder. Carros com sistema de injeção eletrônica são mais econômicos em termos de combustível,  possuem funcionamento otimizado do motor, partidas mais rápidas e principalmente, poluem muito menos o meio ambiente.

Em resumo, o advento da injeção eletrônica foi um divisor de águas, que proporcionou maior facilidade diagnóstica em resolução de problemas e também contribuiu para um menor impacto econômico e ambiental.

Hoje você aprendeu os 3 benefícios e qual a função da injeção eletrônica, em resumo:

  1. Carros movidos a carburador estão em desuso e não são mais fabricados. Você viu como funciona o sistema de combustão refrigerada a ar presente em carros como Fusca, VW Kombi e Chevette, entre outros
  2. Aprendeu que a injeção eletrônica nada mais é do que um sistema inteligente de gerenciamento do motor e das misturas de ar e combustível
  3. Compreendeu que o objetivo final da adoção do sistema de injeção eletrônica como padrão é fornecer economia de combustível e melhora de vida útil do motor a novos modelos de veículos, além de contribuir para menor poluição do meio ambiente. Agora você já sabe como funciona injeção eletrônica.

Se você enfrenta problemas com injeção eletrônica ou vê luzes acesas e outros sinais que possam estar relacionados a este sistema, não hesite em trazer para a Arantescar. Somos especializados no diagnóstico avançado automotivo e temos ferramentas e experiência suficientes para te entregar um diagnóstico certeiro e que resolva seus problemas! Clique aqui para entrar em contato.

Gostou do conteúdo?

Deixe um comentário e aproveite para se inscrever no nosso feed!

 

Summary
✔️O que é injeção eletrônica?
Article Name
✔️O que é injeção eletrônica?
Description
Saiba mais sobre o que é injeção eletrônica e como funciona.
Author
Publisher Name
Agência Pitch
Publisher Logo
Share on facebook
Share on twitter
Share on twitter
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Juninho

Juninho

Especialista em injeção eletrônica e diagnóstico avançado.
Proprietário da Arantescar, oficina que entrega os melhores resultados em São Paulo.

Assine a Newsletter

Se inscreva em nossa newsletter e receba nossas postagens por e-mail.

Posts Recentes
Open chat
Precisa de ajuda?